Menu

banner

Uvulopalatofaringoplastia

Cirurgia do Ronco
A cirurgia é indicada para os casos moderados e severos de ronco e apnéia do sono, caracterizados por paradas consecutivas da respiração.

Principais indicações

Esta cirurgia é indicada nas pessoas portadoras de distúrbio do sono quando existe obstrução na via aérea alta (excesso de úvula e de palato mole com ou sem hipertrofia das amigdalas palatinas) e pode ser associada à outros procedimentos nasais, da boca e da faringe. As queixas mais freqüentes são roncos, acordar à noite sufocado, taquicardia, arritmias (alteração no batimento cardíaco), alterações da pressão arterial, sonolência diurna, irritabilidade, esquecimento e falta de concentração. As indicações cirúrgicas são absolutas quando existem apnéias noturnas (paradas respiratória de 10 segundos ou mais) repetitivas durante o sono, as quais, em casos extremos, podem ameaçar a vida do paciente. As indicações são relativas quando apnéias não são tão severas ou quando o ronco passa a dificultar o convívio com outras pessoas. Várias são as técnicas e instrumentos empregados: convencionais, bisturis e equipamentos especiais e laser.

As indicações cirúrgicas são absolutas quando existem apnéias noturnas, com parada respiratória de 10 segundos ou mais, repetitivas durante o sono – em casos extremos, o problema pode ameaçar a vida do paciente.
As indicações são relativas quando as apnéias não são tão severas ou quando o ronco passa a dificultar o convívio com outras pessoas. Várias são as técnicas e instrumentos empregados: convencionais, bisturis, equipamentos especiais e laser.

voltar ao topo